GRUPO JAP – Informação integrada e consistente no negócio automóvel

LinkedIn0FacebookTwitterGoogle 0GRUPO JAP  .  . Informação integrada e consistente no negócio automóvel  . O Grupo JAP adoptou um

0
0
GRUPO JAP
 .
 .
Informação integrada e consistente no negócio automóvel
 .
O Grupo JAP adoptou um sistema que melhor lhe permite gerir o seu negócio no ramo automóvel. Ter toda a informação, das suas várias empresas, acessível num único ponto, era uma questão fundamental. Agora possível com o SAP e com a ajuda da Ábaco Consultores.
 
O Grupo JAP é um dos maiores grupos automóveis de Portugal. Representa três prestigiadas marcas de automóveis – Renault, Nissan e BMW – e é responsável pela introdução de um conceito inovador, localizado nas cidades de Braga, Porto e Lisboa: a primeira mega-store de venda viaturas semi-novas, a Matrizauto.
 
A empresa fundada em 1904 em Marco de Canaveses conheceu um crescimento exponencial a partir da década de 80, detendo actualmente uma rede de pontos de venda e assistência automóvel que se distingue pelo serviço de qualidade prestado aos clientes. A JAP emprega cerca de 700 colaboradores, 23% dos quais com formação superior.
  
O universo do Grupo é povoado por diversas empresas, desde a Hendo (BMW), a JAPAutomotive (Renault) e a JAP3 (Nissan), até à JAPBlue (Volkswagen) e Matrizauto (multimarca), entre outras.
 .
Cada uma das empresas do grupo detinha o seu próprio software de gestão, o que resultava em dados fragmentados por inúmeros sistemas. A informação de gestão era, portanto, tratada de forma separada e compilada posteriormente, envolvendo um elevado número de recursos para o seu tratamento e alguma morosidade em todo o processo. Exigia-se, portanto, uma mudança na forma de trabalhar e uma plataforma que permitisse integrar todos os dados e a gestão dos diferentes negócios a partir de um ponto único. “Com o SAP Business All-in-One esta informação passou a estar condensada e possibilita drill down para consulta dos vários itens”, comenta o director administrativo do grupo, João Paulo Lapa. Além disso, todas áreas administrativas passaram a estar sobre a alçada do sistema SAP – RH, marketing, fi nanças, contabilidade, controlo de gestão –, o que facilitava doravante o processo de tomada de decisão, com dados fi áveis e disponíveis em tempo real.
 .
A consulta ao mercado apontou na direcção da tecnologia SAP, que se destacou pela “fiabilidade, robustez e elevado grau de customização”, mas também pela proposta de valor apresentada pela Ábaco Consultores, responsável pela implementação do projecto. Sobre a implementação propriamente dita, foi um processo relativamente rápido; após três meses de execução, o SAP ERP entrou em produtivo na JAP, cobrindo as áreas fi nanceira, de controlo operacional e de recursos humanos.
 .
Um conjunto de critérios foi necessário salvaguardar em todo o processo, críticos para a JAP, nomeadamente, a garantia do respeito pelos processos anteriores de gestão da empresa, altamente focados no cliente e na rentabilidade do negócio, mas também que seriam identificados key users e criada uma equipa autónoma directamente ligada à área contabilística e financeira, que acompanharia todo o projecto. Como é natural em qualquer projecto, “a implementação teve altos e baixos”, refere João Paulo Lapa, mas os contratempos acabaram por ser ultrapassados, tendo, para tal, sido determinante a actuação do parceiro. “A Ábaco revelou-se um factor crítico de sucesso para este projecto, de tal forma que hoje é presença constante e um benchmark para outras empresas que nos visitam”, ressalva o director.
 .
Introduzir novas funcionalidades
 .
“Os objectivos iniciais foram totalmente atingidos, em grande medida devido a um envolvimento directo das administrações do Grupo JAP e da Ábaco, bem como de todos os intervenientes, directos e indirectos, de ambas as empresas”, atesta João Paulo Lapa.
 .
Com efeito, o grupo possui hoje toda a informação de que necessita, actual e fiável, para que possa decidir sobre o negócio de forma mais sustentada e sustentável. Paralelamente, a JAP verificou, segundo o director administrativo, um “aumento da efi ciência nos processos que contribuem fortemente para uma consolidação dos resultados do grupo e um aumento na proposta de valor para todos os stakeholders.
 .
Para o futuro, o responsável deixa antever o alargamento da plataforma SAP dentro do grupo, com “a incorporação de novas funcionalidades – a saber, SAP BW e SAP BPC – e ainda com a disponibilização da ferramenta em todas as plataformas móveis”. E remata: Pretendemos estar no funil da informação pré-factura e na previsão futura do negócio que são áreas que ainda não conseguimos alcançar”.
.
 .
Artigo transcrito da edição 46 da revista SAP Club

Leave a Comment

Subscribe!