NST Apparel Portugal – Best practices da SAP ao serviço da indústria do vestuário

LinkedIn0FacebookTwitterGoogle 0NST Apparel Portugal Best practices da SAP ao serviço da indústria do vestuário Uma metodologia de implementação

0
0

NST Apparel Portugal

Best practices da SAP ao serviço da indústria do vestuário

Uma metodologia de implementação rápida permitiu à NST Apparel Portugal ter uma solução de ERP em operativo num curto espaço de tempo e de acordo com as melhores práticas da SAP para área de vestuário e calçado. Um projecto com a assinatura da Ábaco Consultores.

A NST Apparel Europe é uma unidade industrial nascida de um projecto de expansão global do seu sócio maioritário, um grupo internacional de confecção de vestuário com turnover superior a 160 milhões de dólares. Portugal foi a localização escolhida para instalar uma nova unidade produtiva de vestuário para senhora, homem e criança, destinado ao segmento de alto-luxo do mercado. A escolha de Portugal foi ditada, entre outros factores, pela capacidade e competência da mão-de-obra nacional e pela proximidade do país ao mercado europeu. O investimento na nova unidade, localizada em Paredes, superou os quatro milhões de euros, com perspectiva de criação de 300 postos de trabalho até 2015 e de obtenção de um volume de negócios de seis milhões de euros no primeiro ano de operação e de oito milhões nos dois anos seguintes.

A NST Apparel Europe será responsável pelo fabrico de casacos, fatos, sobretudos, calças, vestidos, para senhora, homem e criança, para clientes de renome como o Gucci Group, LV Group, Burberry ou Armani.

A nível internacional, a NST Apparel possui tecnologia SAP – SAP ERP – para gestão e integração de todos os seus processos de negócio numa perspectiva end-to-end, desde a logística à gestão de materiais, passando pelas vendas, produção, controlling e gestão da área financeira. A escolha do mesmo fornecedor para garantir o suporte operacional e administrativo na unidade europeia adivinhava-se, assim, lógica. Conforme explica Raquel Torrinha, diretora de sistemas de informação, “a NST Portugal teve autonomia para escolher o sistema de informação que considerasse mais adequado ao seu negócio e a intenção era que este fosse independente da empresa-mãe. O facto de a principal unidade da NST usar SAP foi, no entanto, um facto tido em consideração nesta escolha. O pretendido era escolher um sistema integrado, capaz de gerir materiais, vendas e a produção, com cartas dadas na área de apparel. Outro critério foi a necessidade de conseguir realizar uma implementação muito rápida.”

Coube à Ábaco Consultores levar a cabo o projecto de implementação do ERP na unidade portuguesa da NST, escolhida em função da experiência que a consultora apresenta, tanto em SAP como no sector têxtil e de calçado. Sendo que a celeridade de execução era uma das imposições da NST Portugal, revelou-se de extrema importância a utilização de uma metodologia de implementação, designada ASAP Focus, que consiste numa implementação de SAP ERP com recurso a processos de negócio pré-configurados e pré-documentados – as SAP Best Practices, neste caso específico, para AFS (Apparel and Footwear Solution). “Esta metodologia contribui para acelerar a execução do projecto, na medida em que dispensa a fase de levantamento e desenho da solução à medida; ou seja, a NST ajustou a sua organização aos processos das próprias best practices da SAP. Evidentemente, há espaço para a identificação, desenho e implementação de pequenos ajustes a estas melhores práticas, mas sempre mantidos a um mínimo estritamente necessário”, explica a mesma responsável.

O SAP Apparel and Footwear Solution vem acrescentar ao SAP ERP algumas funcionalidades específicas para o sector industrial do têxtil e calçado. Através destas funcionalidades é possível efectuar o controle completo de toda a cadeia de abastecimentos, desde as matérias-primas à entrega do produto final, respondendo a necessidades muito concretas deste tipo de negócio. Raquel Torrinha especifica algumas dessas necessidades: “Por exemplo, a gestão de diferentes tipos de produção e de serviços, a gestão de produtos e de stocks de acordo com diferentes variáveis como cor, tamanho ou estação (com a criação de um código de material único para todas as combinações possíveis), a gestão de compras ou vendas para grupos e multiempresas, sem esquecer a gestão da vertente de subcontratação.”

A diretora de sistemas de informação exemplifica ainda que funcionalidades do ERP SAP AFS assumem particular relevo para o negócio da NST: “Algumas tarefas que permite executar, e que são importantes para a nossa actividade diária, prendem-se com o custeio, nomeadamente consumos de matérias-primas, a confirmação de tempos e de quantidades na produção, bem como a produção em curso e a imputação de custos indirectos; mas também a análise de rentabilidade em várias dimensões (mercado, cliente, etc…) e ainda a planificação, monitorização e controle da produção.”

Solução disponível no menor tempo possível

O curto tempo de implementação estimado para o projecto colocou, desde o início, o desafio adicional de não haver margem para desvios. “Nesse aspecto, muito contribuiu a metologia SAP ASAP Focus preconizada pelo parceiro Ábaco Consultores, bastante rápida e pragmática, mas também o empenho da NST Apparel em cumprir os objectivos estabelecidos, envolvendo os recursos humanos no projecto, alinhando processos e mantendo, o mais possível, o projecto dentro do âmbito inicialmente alinhado”, comenta a responsável. O compromisso de todos os envolvidos acabou por ser um dos factores determinantes do sucesso desta empreitada, assim como ter-se conseguido manter alinhado o âmbito do projecto, tendo em conta os objectivos que se pretendiam atingir. Esses, aponta Raquel Torrinha, estavam bem identificados desde o arranque dos trabalhos em Janeiro de 2014: “Implementar uma solução de ERP SAP AFS, recorrendo às best practices da SAP e à metodologia acima descrita; com o requisito adicional de conseguir a identificação inequívoca de cada unidade produzida pela NST durante o processo de produção e após a  expedição; e ter o sistema de informação disponível no mais curto espaço de tempo possível.”

Artigo transcito da edição 46 da revista SAP Club359_2000x800

Pin It

Leave a Comment

Subscribe!